• CET
  • Notícias
  • Prazo para a troca da Zona Azul no formato de papel foi prorrogado até 31 de março

Notícias

RSS

27/01/2017 10:26

Por: CET

Prazo para a troca da Zona Azul no formato de papel foi prorrogado até 31 de março

A partir do dia 30/01 a solicitação de troca também poderá ser feita nas Prefeituras Regionais

LOGO CET E PREFEITURA (NOVO)

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) prorrogou para o dia 31 de março de 2017 o prazo para a troca e o reembolso da Zona Azul em folhas de papel. A partir desta segunda-feira (30/01), o procedimento também poderá ser feito em uma das 32 Prefeituras Regionais da cidade. As medidas visam facilitar e agilizar o atendimento ao usuário nesse período de transição para o modo digital. Vale lembrar que o Posto da CET localizado na Rua Senador Feijó continuará atendendo normalmente.

Quem ainda tiver as folhas de papel poderá se dirigir à Prefeitura Regional mais próxima apresentando os talões. Em todos os casos será efetuado perícia nas folhas entregues por uma equipe da CET e o munícipe receberá uma mensagem, via SMS, com as informações do andamento desta solicitação. O valor apurado poderá ser creditado em conta corrente ou transformado em créditos nos APPs da Zona Azul Digital. A quantidade máxima será de até 5 talões ou 50 folhas. Nos demais casos o munícipe deverá se dirigir ao Posto CET da Rua Senador Feijó, nº 143 - 1° andar - Centro (próximo à Praça da Sé), de segunda a sexta-feira (exceto feriado), das 8h às 17h.

Atenção: Os talões no valor de R$ 28,00 e folhas no valor de R$ 3,00, bem como os talões e folhas muito antigas com valores inferiores a estes, não poderão ser trocados ou reembolsados pois perderam sua validade em 01/08/2015.

 

Zona Azul Digital

Para utilizar a Zona Azul Digital, o motorista precisa baixar um dos aplicativos aprovados pela CET, disponíveis para os sistemas operacionais  Android, IOS e Windows Phone. Nos aplicativos, é necessário realizar um cadastro com login (CPF/CNPJ), senha, dados pessoais e placa dos veículos. O usuário tem à disposição 12 empresas de aplicativos operando o sistema.

Ao parar em uma vaga, o condutor precisa informar no sistema a placa do veículo, a quantidade e o tempo do Cartão Azul Digital, de acordo com as placas de sinalização e permanência no local. Quando estiver próximo ao vencimento, o motorista poderá renovar o crédito à distância – os aplicativos têm um alerta que pode ser programado pelo usuário para ser avisado quando o tempo estiver para acabar.

Todas as prestadoras de serviço por aplicativo oferecem uma forma alternativa de comunicação para o usuário, como por exemplo, serviço de SMS. Os aplicativos oferecem também uma comodidade, eles alertam com sinal sonoro a proximidade do término do tempo de uso do cartão digital.

Os créditos de ZAD também podem ser adquiridos nos mais de 1100 Pontos de Venda (PDV) cadastrados pela CET. Todas as informações, tais como a relação de postos, está na página /consultas/zona-azul/tudo-sobre-zona-azul-digital/ . A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes e a CET estão trabalhando para ampliação dos pontos de comercialização dos créditos digitais.

Já no próximo mês estará disponível no site da CET um mapa interativo onde, ao digitar o nome de uma determinada rua, o usuário visualizará a localização dos postos de vendas da ZAD mais próximos, constando endereço e nome do estabelecimento.

O preço da Zona Azul permanece o mesmo, de R$ 5,00 cada CAD. É permitido usar no máximo 2 CAD para permanecer estacionado na mesma vaga.  O tempo do CAD pode ser de 30 minutos (exclusivo para caminhões), 1 hora, 2 horas ou 3 horas – o tempo varia de acordo com a localização. Também há a possibilidade de comprar um pacote de créditos com desconto: 10 cartões digitais custam R$ 45,00. O pagamento por aplicativos pode ser feito com cartão de crédito e em alguns aplicativos por outros meios de pagamento, como cartão de débito e boleto bancário. O pagamento em dinheiro é possível nos Pontos de Venda.

 

Assinatura