CET Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo, SP - Brasil

CET

Emergências no Trânsito: Ligue 1188

Companhia de Engenharia de Tráfego

Notícias

RSS

20/12/2013 01:11

Por: CET

Com faixas exclusivas, ganho do paulistano no ônibus é de 38 minutos/dia

Estudo realizado pela CET também indica que a velocidade dos ônibus nas faixas continua alta e que o trânsito, em geral, pode melhorar a partir do reordenamento dos deslocamentos

A CET acaba de concluir um balanço anual sobre a influência das faixas exclusivas no trânsito da capital. Este levantamento é mais amplo do que os que vinham sendo realizados. A análise levou em consideração as velocidades médias praticadas nas faixas exclusivas, o tempo de deslocamento dos paulistanos dentro dos ônibus e também o impacto da lentidão nas vias - antes e após a implantação das faixas.

Os números confirmam uma percepção e que, agora, foi mensurada pela Companhia: quem optou pelo transporte público na cidade teve um ganho individual de 38 minutos/dia. Para chegar a este número a CET analisou um universo de aproximadamente 3 milhões de usuários do transporte coletivo. O ganho geral foi de 1,9 milhões de horas / dia.

Velocidade

A atualização do estudo da velocidade média desenvolvida nas faixas exclusivas indica um aumento de 45,1 % nas vias segregadas. O estudo leva em consideração um universo de 291 Km de faixas implantadas. O início da medição foi a partir do dia 28 de novembro de 2013 até o consolidado da segunda-feira, dia 16/12. A velocidade aumentou de 14,2 para 20,6 Km/h. Abaixo as performances desde setembro deste ano.

 

mapa 02


A companhia também fez um mapeamento da implantação das faixas exclusivas este ano. O local onde tivemos o maior número de ativações foi a Região Leste, com 117,9 Km de vias exclusivas para o transporte público, o que representa 40,5% do total.

 

Praça Roosevelt

 

Lentidão na cidade

O estudo de lentidão na cidade demonstra que o trânsito em São Paulo ainda é um desafio, mas há indicativos de que o as ações estão corretas no sentido de melhorar os deslocamentos. De janeiro a novembro, a média das máximas lentidões na cidade chegou a 142 Km. Para o mesmo período do ano passado, a medição alcançou 132 Km e, em 2011, de 116 Km.

Isso significa que, de 2011 para 2012, tivemos um crescimento de 13,8 % da lentidão na capital. Já de 2012 para 2013 este crescimento ficou na casa dos 7,6 %. Portanto, se fizermos uma comparação da evolução deste crescimento podemos concluir que a tendência de alta foi interrompida.

 

campo belo

 

Lentidão em vias com faixas exclusivas - Corredor 23 de maio

A lentidão medida nas vias que receberam faixas exclusivas  indica uma acomodação do trânsito em geral. No Corredor 23 de maio/Rubem Berta / Moreira Magalhães, por exemplo, tivemos uma pequena diminuição de 1% na lentidão em agosto que rapidamente se ampliou para 6% em outubro.

É importante destacar que este eixo vinha apresentando tendência de crescimento desde períodos antes da implantação da faixa. Do mês de julho para agosto, por exemplo, o crescimento foi de 15%, ou seja, de cerca de 11 Km de vias congestionadas para mais de 13 Km em agosto, dias antes de a CET ativar o primeiro trecho da faixa exclusiva deste eixo.

Para a análise do trânsito abaixo é importante levarmos em consideração que no dia 16 de setembro o trajeto contava com 0,3 Km de faixa exclusiva e, em 5 de agosto, com 10,4 Km.

 

Francisco Morato

 

Marginal Tietê

A Marginal Tietê é um dos melhores exemplos no estudo de performance de lentidão medido até agora. Desde a implantação da faixa exclusiva, no dia 17 de junho, a lentidão vem diminuindo mês a mês, inclusive invertendo uma tendência de alta que se apresentava no primeiro semestre do ano. Ou seja, há uma melhora no ganho de deslocamentos tanto do usuário do transporte coletivo quanto do usuário dos outros veículos em geral.

 

Baltazar

 

Ajustes

Para 2014, estes estudos serão aprofundados, as faixas continuam sendo avaliadas, e as adequações serão feitas sempre que necessário. O objetivo principal é aumentar a velocidade média dos ônibus nos corredores. Mas também estamos criando um reordenamento de deslocamentos na cidade, o que contribui para um melhor desempenho do trânsito em geral.