CET Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo, SP - Brasil

CET

Emergências no Trânsito: Ligue 1188

Companhia de Engenharia de Tráfego

Bicicleta

Bicicleta: um meio de transporte

Visando minimizar os crescentes problemas de congestionamento e a prejudicial emissão de gases poluentes, o Plano Diretor Estratégico do Município de São Paulo (Lei Municipal 16.050/2014), em conformidade com a Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei Federal 12.587/2012), define diretrizes que favorecem os modos de transporte não motorizados, incentivando o uso da bicicleta como meio de transporte sustentável.

Se comparada aos modos de transporte motorizados, a bicicleta é uma alternativa de locomoção econômica e ambientalmente mais saudável, razão pela qual o Plano de Governo da atual gestão contempla a implantação de uma série de medidas adequando a cidade a esta crescente demanda.

O aumento no número de viagens por bicicleta no Município de São Paulo, confirmado pelos resultados das últimas pesquisas de Mobilidade do Metrô, e as políticas públicas recentemente praticadas pelas maiores metrópoles do mundo com vistas à mudança da matriz energética do planeta, contribuíram para que ações de estimulo ao uso da bicicleta, e o investimento na ampliação da infraestrutura cicloviária da cidade, fizessem parte das diretrizes da atual gestão da Prefeitura Municipal de São Paulo.

A Rede Estrutural Cicloviária é composta por diferentes tipos de infraestrutura, todas devidamente sinalizadas com placas e pinturas de solo (sinalização vertical e horizontal), entre elas estão as ciclovias, ciclofaixas, ciclorrotas, calçadas compartilhadas e calçadas partilhadas, implantadas em todas as regiões da cidade, cujos traçados e extensões podem ser observados no Mapa de Infraestrutura Cicloviária. Além das infraestruturas permanentes, São Paulo conta também com 120,8 km de ciclofaixas operacionais de lazer, funcionando aos domingos e feriados nacionais, das 7h às 16h.

Destacamos ainda, que a utilização das calçadas na rede cicloviária, sem que haja prejuízo do conforto e da segurança de pedestres e cadeirantes, está de acordo com o artigo 59 do CTB - Código de Trânsito Brasileiro, que permite a circulação de bicicletas nas calçadas "desde que autorizada e devidamente sinalizada pelo órgão ou entidade com circunscrição sobre a via”. Para compreender melhor as diferenças entre cada tipologia utilizada na Rede Cicloviária da cidade, visite a página Definições.

Completando o Sistema Cicloviário do Município, a cidade conta também com um sistema público de bicicletas compartilhadas, através dos programas Bike Sampa e CicloSampa, ofertando mais de duas mil bicicletas de empréstimo para a população. As bicicletas compartilhadas podem ser uma forma de transporte bastante eficiente, servindo tanto para viagens exclusivas neste modal quanto para a integração com o transporte público coletivo.

 

Mais Informações:

Metrô - Ciclovia Caminho Verde - Radial Leste

CPTM - Ciclovia Rio Pinheiros

DAEE - Ciclovia Parque Ecológico do Tietê

SPCS - Ciclovia da Represa de Guarapiranga

EMAE - Ciclovia Rio Pinheiros- Margem Oeste

barra